sábado, 19 de junho de 2010

Um WIP quase no final

Nesse tempo que fiquei sem escrever, eu estive trabalhando em um dos WIPs que mostrei na série anterior: o bolero.

Mas esse post não é sobre ele.

Acontece que eu estava muito empolgada com o bolero, porque, como disse antes, comecei junto com minha amiga S., e mesmo ela tendo desistido depois (mas já fez dezenas de gorros para doar, um colete lindo e já está no fim de outro bolero!) eu continuei. Achei que conseguiria fazer minha primeira peça de roupa em tricô.

O problema foi que, depois de tricotar todas as partes e costurar parte delas, fui experimentar o bolero. E eis que ELE NÃO ME SERVE.

Pausa pra você pensar em quanto eu fiquei decepcionada.

Pois é, fiquei arrasada. Levei para minha mãe olhar e dizer o que eu teria que consertar - eu já tinha feito uma manga duas vezes, porque errei a cava (na verdade, segui a receita original, e ela simplesmente não ajuda). Agora terei que descosturar boa parte do bolero, subir os ombros e fazer as mangas novamente.

E aí eu resolvi dar um tempo no bolero e voltar para um WIP que eu esqueci de mostrar aqui!! Pois vamos a ele:


Esse foi o começo da minha primeira meia de tricô. Eu achava que seria muito difícil lidar com 5 agulhas ao mesmo tempo, e como elas não têm pontas, eu achava que o tricô ficaria escorregando das agulhas o tempo todo.

Resolvi pedir ajuda às Crazy Knitting Ladies e elas me incentivaram MUITO. Como sempre, tricoteiras incentivam as iniciantes a "se jogar" no projeto logo, em vez de ficar querendo entender todos os detalhes sem ter nem mesmo montado os pontos nas agulhas.

Elas me sugeriram a receita d'As Meias Mais Simples do Mundo. O problema foi que a receita, assim como o nome, é muito simples. Logo de cara tive dificuldades para unir o primeiro e o último pontos, quando pedi mais ajuda à lista, à minha mãe, e no final eu mesma dei um jeito. Não ficou muito bom, ficou bastante óbvio esse ponto na meia, mas dali pra frente foi só diversão.

Ah, não posso deixar de comentar que se não fosse pela minha amiga L., nada disso teria acontecido. Ela me incentivou tanto que me emprestou seu jogo de agulhas e me deu um novelo para tricotar as meias. Repare que a primeira meia foi feita com o jogo dela, dourado, e agora estou usando meu próprio jogo, verde. É claro que eu comprei as agulhas. E com elas 4 novelos de outro fio para meias futuras! Uma garota precisa economizar em frete.

Tricotar a meia foi um prazer, mesmo com dificuldades no começo e no calcanhar. Mas eu adorei o resultado! Só não comecei o segundo pé logo em seguida por causa do bolero, mas como ele me deixou triste por um tempo, voltei para minha meia. Veja como estava no começo da semana:


E hoje ela está assim:


Agora começo o calcanhar. Não vejo a hora de poder usá-las!

2 comentários:

méri disse...

Obrigada Samanta pela resposta tão rápida!!! :)

As malhas efectivamente não me atraem muito...mas quero fazer o casaquinho e a manta.
Vou ver se arranjo um bordadinho simples para intercalar - pode ser que assim corra melhor.
Vou visitar os links que me mandou. Mais uma vez obrigada.

(não sei porquê no seu blogue não consigo assinar com o meu nome e URL...)

Samanta disse...

Olá, Méri! Eu ando muito interessada em tricô, meus bordados estão até meio esquecidos... recomendo muito a lista das Crazy Knitting Ladies, algumas delas entendem muito da arte e com certeza sempre há quem nos ajude.

(também não sei o que acontece, esse Blogger ainda vai acabar sendo trocado pelo Wordpress por essas e outras... Talvez você precise se desconectar do Google para que ele não tente identificar seu usuário)